A vigésima edição da Viagem Medieval em Terra de Santa Maria, em Santa Maria da Feira, realiza-se este ano de 27 de Julho a 7 de Agosto e, obviamente, marquei (e marcarei) presença. Assim sendo, e porque nunca o tinha feito - mesmo visitando a feira todos os anos - resolvi trazer-vos uma publicação com alguns registos fotográficos e falar-vos um bocadinho desta viagem ao passado que tanto adoro.
A Viagem Medieval reúne história, património, gastronomia e animação e todos os anos retrata um período diferente da história nacional e local.






Nesta edição, viajamos até ao reinado de D. Dinis e da Rainha Santa Isabel e temos uma Viagem Medieval com 25 áreas temáticas, 170 espetáculos, 1400 performances de animação, 340 mercadores e um recinto de 33 hectares - não é por acaso que é a maior feira da Peninsula Ibérica.

Para deixar isto ainda mais real e incrível, este ano decidiu-se que todos os bebés que nascessem durante o período da Viagem Medieval no Hospital de S. Sebastião (em Sta. Maria da Feira) receberiam o título de infante, o que lhes valeria a visita do Rei e da Rainha ao Hospital e a entrada gratuita e vitalícia nas próximas edições da feira.




Este ano, a feira ainda lançou uma aplicação que permite a quem está no recinto saber onde se encontra e o que está a acontecer à sua volta (espetáculos, mercadores, etc...).

O preço da mesma varia de 1,5€ a 4€ consoante os dias e há ainda a possibilidade de comprar a pulseira (com o custo de 7€) que dá acesso a todos os dias da viagem.

E porque sabem que eu gosto sempre de fazer estas publicações com as duas vertentes - informativa e com a minha opinião - deixo-vos aquilo que mais gosto e aquilo que visito sempre, sem excepção.

O Castelo...



A feira está dividida por áreas temáticas e o castelo é, obviamente, uma delas e uma das minhas favoritas. A entrada no castelo tem o custo de 3€ e, apesar de achar que nesta altura a entrada deveria ser gratuita uma vez que já pagamos a entrada no recinto e que é algo que tem tudo a ver com a feira em si, é algo que gosto de fazer e que me faz entrar diretamente no espírito medieval. 

Granja dos animais



Outra das áreas que gosto muito de visitar é a dos animais. Não só pelos animais mais comuns como os das imagens mas também pelos mais incomuns como as corujas e as águias - que infelizmente não consegui fotografar - , por exemplo.

Nesta área encontramos animais diferentes todos os anos - mesmo que alguns deles se repitam - e é incrível como até os locais onde se encontram os animais nos fazem transportar para sítios diferentes. Porque sim, a cada espécie que visito, sinto-me num sítio diferente.




Os espetáculos também são, para mim, um ponto alto. As personagens vestidas a rigor e as histórias antigas interpretadas mesmo à minha frente ao mais ínfimo pormenor fazem-me viajar no tempo e conhecer um pouco mais da nossa história de uma maneira cativante e incrível. E mesmo quando não há espectáculos, as personagens da antiguidade passeiam pelo recinto e fazem-se mostrar.

Como já vos disse, esta é uma viagem ao passado que faço todos os anos e mais do que uma vez durante os dias da feira. E vocês? Já alguma vez visitaram a feira? Gostavam de o fazer, nunca ouviram falar... Quero saber tudo!
GuardarGuardar