Em 1978, Kai Hermann e Horst Rieck conheceram Christiane à saída do tribunal de Berlim onde esta prestava declarações enquanto testemunha. Pediram-lhe uma entrevista porque estavam a fazer uma investigação sobre os problemas da juventude. A princípio, tinham previsto uma entrevista de cerca de duas horas. Estas acabaram por se transformar em dois meses e passaram de investigadores a ouvintes apaixonados dos relatos de Christiane. E foi desse relato que surgiu "Os Filhos da Droga".

Apresenta-se como "Eu, Christiane F., 13 anos, drogada, prostituta..." e é um testemunho impressionante. Provavelmente, este foi o livro que me marcou mais até hoje. Talvez por ser uma história tão chocante, real e, acima de tudo, contada na primeira pessoa. 
É um livro completo, minucioso e que nos conta ao pormenor a história de Christiane que, menos de dois anos após ter fumado o seu primeiro "charro", passou a prostituir-se para pagar a sua dose diária de heroína. 


Christiane quis que este livro fosse publicado porque quis romper o silêncio que existe sobre o assunto "os toxicodependentes e a adolescência" e contou com o apoio de todos os que a rodeavam - a sua família, os sobreviventes do grupo de amigos, os pais deles - e é por isso que todos os nomes presentes são reais. Aos nomes reais, ainda foram acrescentadas fotografias - de Christiane, do seu namorado, dos seus amigos, dos locais que visitava - e o livro é marcante exactamente por isso,  porque apesar de chocante todas as "personagens" são reais e porque tudo isto aconteceu mesmo. Porque conseguimos entrar na história, na cabeça das "personagens", nas suas sensações, nos locais que visitam... E acima de tudo porque nos dá uma lição de vida tão grande.

Entre discotecas imundas, prostituição infantil, morte de amigos e injecções nas casas de banho públicas da cidade, Christiane acaba por ganhar uma maturidade fora do vulgar e faz-nos este relato com um coração tão puro e tão consciente de tudo. Este é um livro que nos conta a história de Christiane, uma criança que, embora não o saiba lutou sempre por si própria. 

É um livro chocante, que nos dói na alma, no coração... em todo o lado! É um livro cuja leitura não é confortável para quem vive num mundo longe destes problemas e acima de tudo para quem evita pensar numa realidade tão negra e má. Mas é um livro tão bom, que nos ensina tanto...!

Os Filhos da Droga de Christiane F., publicado por Editorial Bizâncio. Escrito originalmente em alemão e traduzido para português por Rui Pires Cabral. Disponível em Wook.pt