Não sou a pessoa mais viajada do mundo - nem lá perto - mas já tive oportunidade de visitar várias cidades e Sevilha foi, sem dúvida, uma das minhas favoritas. É a quarta maior cidade espanhola e felizmente pude visita-la durante um dia - é pouco, eu sei, mas um dia quero voltar!

Em apenas um dia não dá para ver tudo, é certo, mas conseguimos ver a Plaza de Espana, a Torre del Oro, a Catedral de Sevilha, almoçamos num jardim muito bonito, vimos o Metropol Parasol, a Iglesia Colegial del Salvador (que infelizmente não consegui fotografar porque fiquei sem bateria mas que era linda, linda, linda) e passeamos do lado de fora da Praça de Touros (não quisemos entrar porque somos contra touradas e não queríamos dar dinheiro para isso). Se soube a pouco? Sim. Se cheguei ao fim do dia super cansada? Sim. Se gostei? Sem dúvida.



Começamos por visitar a Plaza de Espana - era aquilo que mais queria ver, confesso - que foi construída para a Exposição Ibero-Americana de 1929. É um sítio incrível e, apesar de ter as expectativas altíssimas, não me desiludi nem um bocadinho quando avistei, ao longe, a praça. É um sítio calmo apesar de todo o movimento, onde se pode fazer passeios de barco, relaxar, passear, apreciar a mistura da natureza com a arquitetura... Fiquei absolutamente deslumbrada com a mistura de todos os elementos, da paz com a agitação, da arquitetura imponente com a Natureza. Enfim, adorei!

De seguida rumamos à Catedral de Sevilha - a maior catedral de Espanha e a terceira maior do mundo - e a Torre Giralda (que é a torre da catedral). A Catedral é lindíssima, por dentro e por fora, tem tectos incríveis (sim, sou daquelas que mal entra numa sala olha logo para o tecto), salas fantásticas e obras maravilhosas. Depois, subimos 20 rampas, algumas escadas e chegamos ao topo da Torre Giralda. Ao longo da subida temos algumas janelas onde podemos ir apreciando a vista e, chegados ao topo, temos uma vista deslumbrante sobre a cidade e a Catedral. A sério, subir torres assim têm sempre o mesmo efeito em mim. Primeiro reclamo de cansaço, depois chego ao topo e esqueço-me sempre de tudo. Fico absolutamente encantada e demoro séculos a descer.




Depois de almoçarmos num jardim absolutamente maravilhoso e de pararmos no Starbucks para cafés e frappuccinos, fomos até à Torre del Oro mais com o intuito de vermos o rio de outra perspectiva (isto porque não conseguimos ver o rio da Torre Giralda). De facto, a torre não é nada de extraordinário - lá dentro podemos ver apenas algumas réplicas pequenas de barcos, roupas e documentos ligados à marinha porque funciona como um museu naval. O que faz todo o sentido, porque a torre foi erguida com a função de vigilância pelo Califado Almóada, para evitar possíveis invasões pelo rio Guadalquivir. Não digo que a visita não valeu a pena, porque valeu - quem gosta de coisas ligadas à marinha provavelmente vai adorar. E, além disso, conseguimos ver o rio tal como queríamos e adoramos.



Torre del Oro // Metropol Parasol

Depois de vermos a Torre fomos ver a Praça de Touros por mera curiosidade e, tal como já vos disse, optamos por não entrar e assim sendo não tenho grande coisa para vos dizer à cerca do assunto. De seguida fomos ao Metropol Parasol que é uma construção de madeira situada na praça La Encarnación e é a maior escultura de madeira do mundo. A construção está organizada em quatro pisos sendo que o subterrâneo contém o Antiquarium (onde podemos ver vestígios arqueológicos romanos e árabes). O piso um tem o mercado central e os dois pisos superiores são terraços panorâmicos com vistas incríveis para o centro de Sevilha - que infelizmente só pude ver em fotografias porque não tínhamos mesmo tempo para subir.




Terminamos assim a nossa visita a Sevilha, com a certeza de que um dia queremos voltar. Ficou muito por ver, mas neste momento a curiosidade reside no Real Alcazar - mesmo em frente à Catedral - um complexo palaciano composto por vários edifícios de diferentes épocas e por jardins - e na subida ao Metropol Parasol. Há cidades que me tornam numa pessoa mais feliz e que ficam com um bocadinho do meu coração e Sevilha foi , sem dúvida, uma delas.

INFO.
Plaza de Espana: Custo 0€ // Horário: 24h por dia
Catedral de Sevilha: Custo 8€ bilhete normal; 3€ bilhete estudante // Horário: aqui
Torre del Oro: Custo 3€ bilhete normal; 1,5€ bilhete estudante // Horário: aqui
Metropol Parasol: Custo 3€ // Horário: aqui