WELCOME TO PARADISE

Normalmente gosto de planear as minhas viagens com calma – mesmo quando nem chego a sair do país. Gosto de explorar todas as possibilidades, passo horas a ver hotéis ou apartamentos, pesquiso os pontos de visita obrigatórios da cidade em questão... tudo o que possam imaginar. E isto porque eu gosto de sentir que não há margem para correr mal.

Porém, a minha última visita a Lisboa foi decidida de um momento para o outro. Tinhamos a vontade, mas não sabíamos quando teríamos também disponibilidade. E assim que, numa segunda à tarde, percebemos que a terça e quarta que se seguiam seriam provavelmente a nossa melhor hipótese, colapsei um bocadinho. Obviamente, não teria tempo para planear tudo e, portanto, acabei por dar prioridade ao alojamento. E é precisamente dessa parte da nossa visita a Lisboa que vos quero falar hoje.



Normalmente faço as minhas pesquisas de alojamentos no Booking e foi precisamente lá que encontrei este apartamento – aqui. Pareceu-me logo muito bonito, muito aconchegante, estava bem localizado, o preço era muito simpático e tinha capacidade para alojar 6 pessoas (éramos cinco). Pareceu-nos perfeito e acabamos por reservar.

Eu tenho que admitir que fico sempre com receio porque tenho plena noção que as fotografias que vemos nos sites de reservas são sempre dos melhores quartos ou dos pormenores mais bonitos e, por vezes, quando chegamos ao destino encaramos uma realidade bem diferente. Mas também admito que fiquei muito aliviada assim que entrei e percebi que era tudo como eles descreviam – talvez um bocado melhor, até.



O apartamento localiza-se num prédio relativamente perto do Parque Eduardo VII, literalmente no prédio em frente à estação de metro Picoas e, portanto, torna-se ideal até para quem se desloca em transportes públicos. No nosso caso, fomos de carro e, uma vez que o apartamento não possuí estacionamento privado, não há garantia de que vão encontrar um lugar mesmo à porta. Além disto, os parques são pagos das 9h às 19h – o que para nós não foi um problema visto que só iríamos ao apartamento para dormir e, portanto, a probabilidade de pagarmos seria pouca.

Quanto ao apartamento – e como podem comprovar através das fotografias – é extremamente bonito. A decoração foi pensada ao pormenor e todos os detalhes ali encaixam perfeitamente. Tem uma varanda com vista para a agitação inerente à cidade mas, basta fecharmos as cortinas para conseguirmos entrar num estado de calma absoluta. Uma mesa com velas, plantas e duas cadeiras é o que podemos encontrar na varanda. E só com esta descrição já conseguem imaginar um serão perfeito, a ler ou a conversar.



Não quero vos quero passar todas as informações que podem ler no Booking, mas o apartamento possuí dois quartos com cama de casal, ambos completamente diferentes. Num deles, sobressaem os tons térreos e no outro, destacam-se os tons mais turquesa. Quanto a mim, ainda não decidi qual gostei mais. Além dos quartos e da varanda, há ainda uma casa de banho, uma sala e uma kitchenette muito bem equipada.

É muito fácil eu sentir-me em casa em sítios assim, principalmente quando as pessoas que nos recebem são tão simpáticas e fazem questão que nos sintamos realmente em casa. E foi precisamente o que aconteceu. Cinco minutos depois de estar naquela casa, eu sabia que vos queria escrever sobre ela e também soube que sempre que for a Lisboa e eles tiverem disponibilidade para me receber, eu também terei todo o gosto em voltar a escolhe-los.

Localização & preço
Rua Tomás Ribeiro, n°43, 3°esq, Lisboa
Cerca de 100€ para uma noite